Menu fechado

Por Rodrigo Pereira Brum

Persistência do ducto arterioso: atualizações

Entre as cardiopatias congênitas mais comuns em cães de pequeno porte, a PDA, raramente acomete gatos e exige intervenção cirúrgica

A persistência do ducto arterioso (PDA) está entre as cardiopatias congênitas mais comuns em cães de pequeno porte, raramente acometendo gatos. Estudos recentes mostram maior predisposição de fêmeas para a doença. Dentre as raças mais predispostas estão Spitz Alemão, Chihuahua, Poodle, Maltês, Yorkshire Terrier, Pastor de Shetland, Bichon Frisé e Springer Spaniel Inglês (BUCHANAN, 2001; FOSSUM, 2014).

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar