Menu fechado

Por Yan Luca Alencar Ferreira e Paola Naiade Silva e Paiva

Cardiomiopatia hipertrófica em felinos domésticos: revisão de literatura

RESUMO

A hipertrofia cardíaca é uma alteração caracterizada pelo aumento do músculo cardíaco (miocárdio). Essa alteração pode ser primária ou congênita, denominando-se cardiomiopatia hipertrófica felina (CMH) ou secundária a outras doenças, como no caso das estenoses valvares, hipertireoidismo, entre outras. A CMH, é a cardiomiopatia mais frequente em felinos e acredita-se que certas raças tem alguma predisposição genética. A sintomatologia é variável, podendo em alguns casos haver animais assintomáticos mesmo com casos avançados da doença.

Seja bem-vindo(a) leitor(a)!
Ainda não é assinante?

Assine agora e tenha acesso ilimitado a todas as materias de todas as edições da revista Medicina Veterinária em Foco!

Assinar